Festival de Observação de Aves e Actividades de Natureza de regresso a Sagres

Fotografia de Steve Harvey

O Festival de Observação de Aves e Actividades de Natureza está de regresso para a sua 9.ª edição, de quatro a sete de Outubro, em Sagres. O programa já está disponível e as inscrições abertas.

No início de Outubro, milhares de aves estão em plena migração e Sagres, no extremo sudoeste de Portugal, é um local de convergência para aves migratórias. De quatro a sete de Outubro, a 9.ª edição do Festival de Observação de Aves e Actividades de Natureza reúne 12 empresas de animação turística, 11 guias em nome individual e 17 entidades, desde autarquias a ONGs.

Águia-perdigueira em destaque

A águia-perdigueira, a mais pequena e discreta das três grandes águias que ocorrem em Portugal, é não só a ave do ano, segundo a SPEA, como estará em destaque no festival de Sagres, tal como esteve em Maio, na 2.ª edição do Festival Ibérico de Natureza das Arribas do Douro.

Rapina de dimensão média, é conhecida pela mestria na caça das suas presas, mas – apesar de estar em expansão no sul do país – continua a enfrentar diversas ameaças, criadas sobretudo por seres humanos. Classificada como “Em perigo” no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, é importante chamar a atenção para a sua importância no equilíbrio dos ecossistemas como representante dos predadores de topo da nossa fauna. A monitorização de aves planadoras, incluindo da águia-perdigueira, e a anilhagem de aves constam, também por isso, do programa de actividades do festival.

A anilhagem no festival está programada para os três primeiros dias do festival, das 7h30 às 10h30 e das 16h30 às 19h30. A actividade é gratuita, mas é necessária inscrição prévia.

A anilhagem científica de aves iniciou-se em 1889 na Dinamarca, quando H. D. Mortensen libertou estorninhos portadores de anilhas metálicas numeradas e com o seu endereço gravado. Desde essa época que a anilhagem é um método de investigação, cujo registo – obtido através da recaptura da ave e posterior libertação ou quando é encontrada morta – permite fornecer informação acerca da sua vida, como as suas rotas migratórias e as áreas de repouso ou paragem. Esses dados são cruciais para orientar medidas de conservação efectivas e guiar o planeamento de sistemas integrados de áreas protegias para defesa da avifauna. Na Europa, o organismo coordenador de anilhagem é o EURING.

Magnus Robb e a migração nocturna das aves

As saídas de campo, para observação de aves, e as visitas guiadas por especialistas são as actividades que, exigindo uma inscrição prévia, esgotam mais facilmente, como a do ornitólogo britânico Magnus Robb, que estará presente no segundo dia do festival, para falar sobre a migração nocturna das aves e os seus chamamentos. Depois, por volta das 19h15, haverá observação nocturna de migração na Fortaleza de Sagres, através do som e de um radar. Com as condições certas, esperam-se ouvir piscos, tordos, papa-moscas e até garças.

Fotografia de Jeremy Thomas

Para além de obvervação de aves planadoras, marinhas e migratórias, estão também planeadas observações de cetáceos e golfinhos, saídas fotográficas, passeios de kayak e stand up paddle e muitas outras actividades de natureza. As crianças têm, aliás, uma programação especial, incluindo o Jogo da Glória das Berlengas e a construção de binóculos e cadernos de campo.

No primeiro dia, destaca-se a aula de desenho (em inglês), às 11h30 no Forte do Beliche, com Helen Newton; a palestra sobre captura ilegal, às 14h; e a saída fotográfica às 17h30, com Diogo Oliveira, para captar o pôr-do-sol na praia, com espetaculares formações rochosas, bem como as estrelas e a via Láctea depois do anoitecer.

A programação completa já está disponível, pelo que poderá dar uma vista de olhos antes de decidir em que actividades deseja inscrever-se. Para participar no festival, deve dirigir-se ao secretariado do evento, no Forte do Beliche, para levantar gratuitamente uma pulseira ou pedir às empresas de animação turística parceiras quando participar nas actividades das mesmas.

Comenta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.