Copos de plástico proibidos em Lisboa a partir de 2020

Os copos de plástico vão ser proibidos em Lisboa a partir de 2020, ano em que a cidade será a Capital Verde Europeia. Para que a meta se cumpra, a autarquia está a angariar o apoio de comerciantes e marcas de bebidas para a implementação de alternativas.

Em Portugal, são usados cerca de 259 milhões de copos de café descartáveis por ano. No mundo, são mais de um milhão a cada minuto. A maior parte destes copos vão parar a aterros sanitários ou, por serem muito leves, até ao mar. Ainda não foram comunicadas as alternativas que Lisboa irá adoptar para que seja possível proibir os copos de plástico a partir de 2020, mas o mercado já apresenta propostas. O smash cup da Stojo, por exemplo, é portátil e desmontável, apresentando por isso diferentes dimensões.

O projecto Lisboa Limpa é, por outro lado, já uma alternativa, pelo menos na capital portuguesa. Trata-se de um sistema de depósito de copos reutilizáveis: quem quiser participa só tem de comprar uma bebida mais um 1€ de depósito para o copo, com o qual pode consumir mais bebidas nesse ou noutros estabelecimentos participantes e, quando desejar, basta devolver o seu copo para recuperar o investimento simbólico inicial.

Capital Verde Europeia

Lisboa tem 200 hectares de espaços verdes. Sá Fernandes, vereador do Ambiente de Lisboa, já informou que vão ser construídos mais 200 até 2020, para que se possa também instalar bacias de retenção de água. “Lisboa vai mostrar que podemos ter mais biodiversidade com menos água e urbanizações com mais verde”, declarou à The UniPlanet.

Tornar a cidade mais sustentável é não só importante como uma responsabilidade acrescida, depois de Lisboa ser reconhecida Capital Verde Europeia, distinção atribuída pela Comissão Europeia a cidades com mais de cem mil habitantes. É, aliás, a terceira vez que a capital portuguesa se candidata e a primeira que uma cidade do Sul da Europa vence o galardão, geralmente atribuído às cidades do Norte da Europa.

O anuncio do prémio decorreu na cidade holandesa de Nijmegen e Portugal concorreu com cidades como Ghent, na Bélgica, e Lahti, na Finlândia. Em 2019 a Capital Verde Europeia será Oslo, na Noruega.

Guia para reduzir o uso de plástico: 100 Steps to a Plastic-Free Life

Comenta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.