Conheça os Guias de Geologia e Paleontologia Urbana do Algarve

Guia de Geologia e Paleontologia Urbana: Tavira

A série de Guias de Geologia e Paleontologia Urbana, patrocinada pela Agência de Ciência Viva, apresenta-se como um projeto pioneiro e inovador. Em formato bilingue, cruzam história, ciência e cultura e desvendam as rochas e os fósseis que fazem parte de igrejas, monumentos, edifícios e outros equipamentos urbanos de três cidades algarvias.

GUIAS QUE CRUZAM HISTÓRIA, CIÊNCIA E CULTURA

«A geologia e paleontologia urbana explicam a história das rochas que constroem os nossos equipamentos. A ideia é visitar locais nas cidades, olhando para aquilo que os constrói, os materiais com diferentes origens, percursos e idades. Muitas destas rochas têm vestígios visíveis de seres vivos com milhões de anos» – Luís Azevedo Rodrigues

A ideia de criar um produto e atividades capazes de unir os únicos três Centros de Ciência Viva algarvios surgiu em 2013, quando Luís Azevedo Rodrigues, atual diretor do Centro de Ciência Viva de Lagos, os coordenava em simultâneo.

Os Guias de Geologia e Paleontologia permitem experienciar as cidades de uma outra forma, criando autênticas saídas de campo em ambiente urbano, sugerindo percursos com pontos de interesse variados, desde cafés, muralhas e igrejas até praças, monumentos, conventos e cemitérios.

Destinados ao grande público, pretendem despertar o interesse e aproximar os residentes, escolas e o turismo de geologia e paleontologia, assim como enriquecer a oferta turística e cultural do Algarve. Na sua conceção, participaram também Rita Manteigas, historiadora e autora responsável pelos textos de complemento histórico, e Margarida Agostinho, professora de Biologia e Geologia e Ciências Naturais.

Os guias permitem quer exploração autónoma, através da informação básica em termos de localização e geologia de cada um dos pontos dos percursos, quer visitas guiadas, a solicitar junto do respetivo Centro de Ciência Viva.

Museu de Tavira é um dos pontos de interesse destacados, uma vez que apresenta brechas, apesar de não estar danificado. É possível ainda aprender que existem fósseis com mais de 100 milhões de anos no Convento do Carmo, um café cujo tampo de balcão é uma rocha granítica, vinda da Finlândia, com 1600 milhões de anos e uma igreja com uma pia bastimal com corais fósseis de um oceano quente de há 150 milhões de anos.

Guia de Geologia e Paleontologia Urbana: Lagos

O primeiro guia a ser lançado foi o de Lagos, durante a cerimónia do sétimo aniversário do CCVL, no dia 29 de janeiro de 2016. Pode espreitar algumas das suas páginas na Academia Edu. Por enquanto, existe apenas uma tiragem inicial de três mil exemplares, com o custo único de 10€. Na sequência do projeto, está ainda a ser projetada uma exposição itinerante de painéis informativos, como introdução à geologia e paleontologia urbana, que circulará por todo o país.

 

Filed under Biblioteca

Raquel Dias da Silva. Licenciada em Ciências da Comunicação – Área Opcional de Jornalismo e a frequentar o Mestrado em Comunicação de Ciência na FCSH-UNL, gosto de observar, desmontar fenómenos e partilhá-los através de histórias. Apaixonada por jornalismo (sobretudo cultural, ambiental e de ciência), alimento-me do que me faz pensar – teatro, livros e outros quebra-cabeças – e do que me deixa sem palavras – natureza, gastronomia, música e a arte de fotografar.

Comenta