Cell Lab, a app que projeta células numa placa de petri virtual

cell_lab_cover_supernova

A aplicação Cell Lab, criada por Petter Säterskog para dispositivos Android, é um quebra-cabeças de simulação, que exige atenção e vontade de experimentar numa ótica tentativa-erro (e, acreditem, vão errar muitas vezes).

O jogo simula um laboratório de projeção de organismos unicelulares. O objetivo é, em 45 desafios completamente distintos (e com níveis de dificuldade que vão do fácil ao mesmo muito difícil) garantir que um organismo é capaz de sobreviver no ambiente apresentado (e, porventura, multiplicar-se).

Por cada desafio completo desbloqueamos genes adicionais que fornecem células com novas propriedades. Mas recomenda-se passar pelos tutoriais e pelo modo experimental, no qual o utilizador pode definir os parâmetros do ambiente e escolher que organismos gostaria de ver proliferarem (ou morrerem).

Biologicamente, a aplicação não é realista, uma vez que no jogo as células não conseguem desempenhar mais do que uma função ao mesmo tempo, ao contrário do que acontece na realidade, em que as células conseguem nadar ao mesmo tempo que se alimentam ou recolhem luz solar. Para além disso, a velocidade de proliferação também foi otimizada para que o jogo fosse mais user friendly.

O realismo encontra-se no processo de evolução, na representação da adaptação das espécies ao ambiente e como competem umas com as outras até encontrarem o equilíbrio ou resistirem à extinção.

Pessoalmente, não considero que seja um jogo fácil, sobretudo se o utilizador não possuir quaisquer bases de biologia ou microbiologia, mas é intelectualmente estimulante e uma forma dinâmica e divertida de aprender uma temática complexa.

Galeria:

Filed under Arte + Ciência

Raquel Dias da Silva. Licenciada em Ciências da Comunicação - Área Opcional de Jornalismo e a frequentar o Mestrado em Comunicação de Ciência na FCSH-UNL, gosto de observar, desmontar fenómenos e partilhá-los através de histórias. Apaixonada por jornalismo (sobretudo cultural, ambiental e de ciência), alimento-me do que me faz pensar - teatro, livros e outros quebra-cabeças - e do que me deixa sem palavras - natureza, gastronomia, música e a arte de fotografar.

1 Comment

  1. Pingback: Apps e jogos de ciência super divertidos que tens de conhecer

Comenta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.